terça-feira, 3 de abril de 2007

A Polêmica sobre a Tumba de Jesus

O que aconteceu?
Arqueólogos Israelenses encontraram em 1980 (faz tempo!), uma tumba contendo ossuários (caixas que os judeus usavam para guardar os ossos) de uma família, onde constaria os nomes, “Jesus filho de José”(obs: nosso Jesus nunca foi conhecido assim, o nosso é o Filho de Deus) e um ossuário que seria de Maria, a Madalena. No mês de março o canal de TV Discovery (já conhecido por seu ateísmo e evolucionismo) apresentará um programa sobre este assunto. Para gerar expectativa e atrair audiência, o diretor do documentário, o cineasta James Cameron veio a público anunciar que esta era realmente a tumba de Jesus. O interessante é que apenas as urnas foram apresentadas, os restos mortais foram novamente enterrados segundo a lei judaica.
O que você deve perceber?
Cameron não é um cientista (dirigiu o filme Titanic), é um cineasta ganhando dinheiro com algo que possa ser polêmico e atrair a atenção! E você? Quer ganhar dinheiro? Simples! Divulgue qualquer notícia que gere fofoca e polêmica quanto a Deus ou a Bíblia!
O que eles não contaram na TV e como a mídia manipula as notícias?
Discordando do cineasta, um especialista não cristão, o arqueólogo judeu Amos Kloner disse:["Eu ainda insisto no fato de que é uma tumba comum do século I antes de Cristo", disse Kloner, acrescentando que os nomes eram uma coincidência. Kloner afirmou que, das 900 tumbas encontradas num espaço de quatro quilômetros na cidade velha de Jerusalém na mesma época, o nome Jesus ou Yeshu foi encontrado 71 vezes e que "Jesus, filho de José" também foi descoberto.] citado de Jornal O Povo, 27/02/07.
Nem mesmo o arqueólogo que descobriu a tumba, Dr. Shimon Gibson concorda com o cineasta James Cameron, além dele, todas as pessoas com o mínimo senso crítico e lógica concordam com a opinião de que: “Testes de DNA, no entanto, não provariam a identidade da família, já que não há com quem comparar os resultados. Os especialistas defendem que as alegações de Cameron e Jacobovici são um golpe de marketing para atrair audiência para o documentário e para o livro que estão lançando, The Jesus Family Tomb (A Tumba da Família de Jesus)” citado do site Omelete, que faz crítica de programas de televisão.
Tudo isso mostra que o documentário do Discovery vai rodar, rodar... e não chegará a lugar nenhum! Ficará no velho e batido campo da especulação sem base realmente cientifica e permeando a blasfêmia no campo religioso! Afirmando suposições como verdade, usando evangelhos falsos como o de Judas e de Maria Madalena e ridicularizando a Bíblia.
O que a Bíblia diz?A Palavra de Deus nos mostra que logo após a ressurreição, os soldados foram orientados a mentir que o corpo fora roubado pelos discípulos, S.Mt.28:11-15, e esta passou a ser a resposta oficial dos que não creram na ressurreição. Vemos, portanto que a mentira que Jesus não ressuscitou já é daquele tempo! A TV apenas vai dar uma nova roupa para uma velha mentira, afinal, alguém tem que vender jornal e revista e alguém tem que ganhar milhões com os patrocínios dos programas de TV.
Jesus advertiu que no fim dos tempos apareceriam falsos cristos, e alguns diriam “está aqui, está ali”, mas não deveríamos acreditar, (ver S.Mt.24:23-26). Podemos até considerar que este búrburio todo nos acrescenta a fé! Pois não seriam estas notícias e falácias da mídia cumprimentos da profecia que Jesus fez nos versos que acabamos de citar? Creio que sim! Muito mais ainda aparecerá em termos de falsos Cristos, quem sabe um esqueleto com as marcas da paixão de nosso Senhor ou até o próprio Satanás personificado de Cristo!
A ressurreição é a base de nossa fé e não pode ser negada, 1 Cor.15:14-17. Sem a ressurreição nada faria sentido! Não há nada de simbólico ou espiritualista na ressurreição, ela é real e digna de fé! Creio como Pastor que um verdadeiro cristão que conhece a Bíblia não irá se abalar diante de especulações (I Tim.1:12) de uma mídia tendenciosa ou de dois ou três inimigos da verdade que usam meios de massa para se projetarem em fama e notoriedade deste mundo perdido! Este tipo agressão à verdade Bíblica se tornará cada vez mais comum (ver II Pedro 3:3 em diante).
A questão que está na mente de cientistas e jornalistas envolvidos nesta mentira é: “Posso finalmente me livrar do peso da culpa de meus pecados se este Cristo não existir? Então se encontrarmos sua tumba, e se provarmos que o corpo é Dele, então podemos ir dormir sem nos preocuparmos e sem largarmos aquilo que a Bíblia chama pecado!”. Mas a pergunta que fica para todos que gastam tempo com estas vãs especulações é: “Por que buscais o vivente entre os mortos?”Lc. 24:5

Um comentário:

naor disse...

Como é interessante termos um blog com assuntos tão interessantes e que favoreçam nosso crescimento espiritual. Tenho certeza de que a música pode ser um grande instrumento de Deus e devemos estar em contato direto com Ele para sermos usados em Seu ministério!!! Obrigada Pr. Ericson!!!!