quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Deus ama os ateus e eu também

Amigos do Azimute, nosso blog nunca foi tão visitado e comentado, desde que começamos a série sobre Maravilhas da Natureza (veja nos marcadores ao lado), mas o mais badalado dos posts foi ‘Ateus Famosos’ que recebeu vários comentários, todos de ateus obviamente descontentes. Achei estranho, pois sei que os bons ateus de nível e classe usariam de outros argumentos e de linguagem muito diferente. Todos os ateus que conheci eram pessoas educadas e muito diferentes dos comentários que recebi nas postagens mencionadas.
É uma pena que tive que apagar, não porque apago os comentários de quem discorda deste blog, mas porque o conteúdo dos comentários era de ofensas pessoais e não combinava com nível que nos propomos aqui. Comentários agressivos são apagados e ignorados, esta é nossa filosofia de trabalho por aqui. Este blog não é um fórum de debate e nem tem a intenção de responder aos que discordam de nossa cosmo visão, muito menos daqueles que nos perseguem ou ofendem.
Eu apenas uso este blog para compartilhar a fé. Não sou apologista e nunca me coloquei como cientista, mesmo apreciando a ciência. Como diria o agnóstico da ‘poeira de estrelas’, “não precisamos ser maestros ou ler partituras para apreciar música, nem precisamos saber fazer equações matemáticas, conhecer o nome de todos os ossos e músculos ou saber todas as combinações químicas para apreciar a ciência”, e quem sabe um cara simples como eu, sem graduação científica, pode até cantar no chuveiro sem ser músico ou escrever um blog com mistos de ciência e religião. Não posso escrever sobre ciência? Acenderam-se as fogueiras da inquisição? Enquanto a ciência me apresentar as maravilhas do Criador, a ciência será também uma forma de louvar o meu Redentor, então continuarei escrevendo.
Quanto aos ateus, de fato eu não queria irritar ninguém, se Deus lhes deu o direito de duvidar ou descrer, quem sou eu para mudar isso? Eu apenas acho que a maioria deles não é ‘ateu’, só pensam ser ou decidiram ser. Na verdade, são pessoas decepcionadas com erros dos cristãos, pessoas decepcionadas com o modelo de Deus que erroneamente lhes foi apresentado e decepcionados com tantas religiões conflitantes, líderes religiosos corruptos e expectativas com a fé que aparentemente nunca foram alcançadas.
É inegável que anos de manobras e sofismas materialistas produziram uma plataforma para tudo isso, e agora construiu-se uma lógica para o ateísmo. Volto a insistir que a única lógica disso é o que diz a Bíblia; “Diz o insensato no seu coração: Não há Deus” Salmos 141:1. Este texto foi o que incomodou meus leitores ateus, mas o que posso fazer, a Palavra de Deus é como um ‘aguilhão’, cutuca quem deve ser cutucado, perturba os conformados e consola os perturbados.
Comecei a escrever este blog apenas como um exercício de reflexão, depois tantas pessoas se sentiram abençoadas e me agradeceram e incentivaram que percebi que isto não era apenas meu, pois já tinha se tornado uma espécie de ministério. Recebo aprovações e também críticas. Em geral as criticas nos ajudam muito, pois elas nos ajudam a melhorar e perceber quando tentamos dizer uma coisa e somos entendidos com outra. Mas quando os críticos reagem agressivamente, com linguajar ofensivo e de baixo nível, de forma anônima, então ‘pelos frutos os conhecemos’.
Uma das críticas que recebi tinha algo interessante, o autor em meio aos seus impropérios a minha pessoa me sugeriu que eu fosse à biblioteca mais próxima e lesse livros de biologia. Ele não sabia que com 8 anos de idade eu ia todos dias a biblioteca pública de minha cidade e passava horas lendo tudo o que havia disponível sobre dinossauros, evolução, geografia, biologia e história antiga, ele não sabia durante minha vida de estudante sempre fui aprovado com êxito em biologia, nas provas de professores evolucionistas e até ateus. Ele não deve ter lido o post sobre ‘Céticos e Ortodoxos’, e desta forma não sabia que já li ‘Origem das Espécies’ de Darwin, coisa que a maioria dos Darwinistas nunca fez e só repete o que ouviu de outros, não sabia que já li os livros de ateus célebres como Carl Sagan e Richard Dawkins e que foram eles quem mais abriram meus olhos para as maravilhas da natureza e com isto percebi que minha fé tinha outro firme fundamento além da Bíblia.
A natureza é a maior prova da existência de Deus, mas só por ela não é possível compreender o Divino. Note que o senhor Dawkins argumenta que Darwin produziu a explicação necessária para não precisar mais crer em Deus, mas o próprio Darwin apesar de discordar da Bíblia nunca foi um ateu. Corremos o risco tal como Darwin de devido as ‘imperfeições’ da natureza termos uma interpretação vaga ou errônea da pessoa de Deus. Por isso precisamos da revelação especial pelos profetas e pela vida de Cristo. É isso que nos faz diferentes dos pagãos!
“Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis; porquanto, tendo conhecido a Deus, contudo não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes nas suas especulações se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se estultos,” Romanos 1:17-21
Outro crítico, em meio a confusão de digitação de seu comentário mencionou que eu devia explicar por que existe tanta imperfeição na natureza. Bem, existe imperfeição na natureza e ninguém nega isso, assim como também existem obras incríveis, impressionantes e maravilhosas. Mas não tenho a intenção de responder isso, por que o mal não tem resposta, o mal simplesmente é conseqüência da rebelião contra Deus, uma rebelião cujo efeitos colaterais atinge culpados e inocentes, pois o mal sempre é injusto e não poupa ninguém. O mal não tem resposta porque é um intruso no plano de Deus, nunca foi planejado, surgiu devido à escolha possível graças ao livre arbítrio. Ateus revoltosos com a injustiça e o sofrimento deste mundo parecem ser muito inteligentes ao perceberem que há algo errado, como foi mencionado por um dos meus críticos. Agora que perceberam o que nós cristãos já falamos há muito tempo, só falta para eles se colocarem do lado certo deste conflito entre o bem e o mal que produz toda sorte de sofrimento na história deste planeta. Sim ateus, há algo errado com a natureza e com o mundo, então unam-se a nós e rendam-se a Cristo!
Deus poderia simplesmente fazer o mal desaparecer, mas isto seria um truque de mágica e Deus não faz mágica, pelo contrário, o método de Deus é o amor, ou seja, Ele está transformando homens maus como eu e você em homens bons a imagem e semelhança de Jesus. Deus nunca invade nossa liberdade, Ele deixa que cheguemos à conclusão que há algo de errado neste mundo para então concluirmos que Ele é a única saída que poderíamos ter.
De fato, me dei por conta que os ateus estão muito, muiiiiiiiito próximos por suas próprias conclusões de vir a crer! Repito a idéia, alguns bons ateus no futuro serão como C. S. Lewis ‘o mais relutante dos convertidos’! Digo sem querer provocar, sem ironias ou sem falsa piedade: Deus ama os ateus e eu também.
“para que buscassem a Deus, se porventura, tateando, o pudessem achar, o qual, todavia, não está longe de cada um de nós;” Atos 17:27

Por Pr. Ericson Danese

2 comentários:

Karina disse...

Gostei muito dessa postagem.. Parabéns! Você tem argumentos convincentes. Graças a Deus que você existe.

Marcelo Antônio Milani disse...

Seguimos uma linha de raciocínio deixada por Deus, temos um plano de salvação e um objetivo em nossa vida. Deixar de crer em Cristo é deixar de entender que mesmo no amor das rosas encontramos espinhos. Sou um leitor deste blog de muita fequência e cada vez mais tenho certeza que Deus atua na ciência, na inteligência e na vida de seu escritor. Maranata!